O Elétrico do Gato!

Só existe um em toda a cidade de Nagasaki, tente apanhá-lo!

Por Ines Matos   21/10/2017

A cidade de Nagasaki é servida por uma rede invejável de elétricos. Qualquer viagem, a partir de qualquer ponto e para qualquer ponto, custa sempre 120 ienes (aproximadamente um euro), com a frequência de cada carro a rondar os cinco minutos de intervalo durante o dia, e os elétricos a correr até bem depois das dez da noite. Como se isso não bastasse, existe ainda um elétrico especial, que corre na linha nº1, e que é o "Minato Neko", ou seja, "O Gato do Porto".

Sendo uma cidade portuária, Nagasaki habituou-se desde cedo aos gatos. Primeiro porque os barcos que aportavam vinham sempre com gatos que levavam consigo (muito úteis para proteger as rações a bordo dos temíveis ratos, e das doenças que os ratos transmitiam também). Os habitantes têm com eles uma relação de quase concidadania, uma vez que lhes dão comida e providenciam caixotes para eles se abrigarem na rua. Os gatos podem mesmo ser "adotados" por lojistas, que os deixam dormir a sesta na montra ou entre os produtos da mercearia, sem que com isso os felinos percam a liberdade de ir explorar o mundo se assim o desejarem. Adultos e crianças ficam felizes quando vêm um a passear, a dormir ou a empoleirar-se num muro, e ver um gato preto aqui não é nada sinal de mau agoiro!

Tendo essa ideia positiva dos "gatos de porto" em geral, a cidade de Nagasaki decidiu honrar todos os seus gatos com a transformação de um dos seus eléctricos numa coisa especial. O "Minato Neko" é de um tom de azul escuro, muito sofisticado, e o seu interior é 100% de madeira trabalhada à mão. Assemelha-se mais a uma carruagem do que imaginamos ser um luxuoso "expresso do oriente" do início do século XX do que a um elétrico urbano. As janelas têm vitrais (autênticos!) que nos remetem para a atmosfera oitocentista das igrejas desta prefeitura. Os bancos são estufados com tecidos mais macios e aveludados que os outros elétricos e são réplicas de canapés art-déco. A habitual barreira que separa as costas do motorista do resto da carruagem exibe um intrincado trabalho em madeira de estilo chinês na viragem do século, quase uma renda esculpida. No teto podemos ver pinturas que reproduzem padrões de carpetes persas. O mundo inteiro está aqui, refletindo o ambiente do porto de Nagasaki.

Da próxima vez que estiver à espera de eléctrico na linha 1, veja se consegue apanhar este!

Escrito por Ines Matos
Membro da JapanTravel

Deixar um comentário