Encontrados: 18 resultados

Jardins do Castelo Nijo-jo, Quioto

O Castelo Nijo-jo era o alojamento oficial dos Shoguns Tokugawa quando ficavam em Quioto. Tokugawa Ieyasu (o primeiro Shogun) iniciou a construção dos edifícios em 1603, e Iemitsu (o terceiro Shogun) concluiu-os em 1626. Este foi também o local onde o último Shogun, Yoshinobu, restaurou a Lei Imperial em 1867. Há três belos jardins na parte interior do fosso; o Jardim Ninomaru construído em 1626, o Jardim Honmaru em 1893, e o Jardim Seiryu-en em 1965.

Casa de Chá Waraku-an, Nijo-jo

Waraku-an é uma confortável casa de chá no Jardim Seiryu-en, no Castelo Nijo-jo, Património Mundial situado no centro de Quioto. O seu jardim está reservado a convidados que tomem chá. Perante os seus olhos estão jardins cuidadosamente tratados, preparando o seu corpo e alma para a quietude e tranquilidade. E mais, pode desfrutar deste local longe das multidões no exterior. Não se preocupe, esta não é uma cerimónia de chá formal. Chá verde e um doce japonês são servidos por 700 ienes.

Jardim Shinsen-en, Quioto

O Jardim Shinsen-en, que significa um jardim que contém fontes de Deus, teve outrora uma área superior a 100 000 metros quadrados, a sudoeste do Palácio Imperial. Quando o Imperador Kanmu fundou um governo em Quioto em 794, ele construiu um jardim natural utilizando estas fontes para criar belos lagos. Foi o jardim privado do Imperador durante um longo tempo.

Diversão no Castelo de Odawara

Odawara é uma cidade um pouco adormecida em Kanagawa, com excepção do seu castelo, que é lindo na primavera por volta da época das flores de cereja, e cheio de vida durante todo o ano.

Uma Tarde em Arashiyama, Quioto

As florestas de bambu em Arashiyama são como uma tela silenciosa, onde pode deixar para trás as confusões da cidade e ser transportado para um ritmo mais lento, mais suave.

Lago Osawa-no-ike, Quioto

O lago Osawa-no-ike, construído no séc. VIII, é o lago artificial mais antigo do Japão. Fica junto à Casa do Imperador Saga (hoje Templo Daikaku-ji). Fiz uma agradável caminhada à volta deste pacífico lago num solarengo dia de inverno. O céu azul refletia-se na superfície da água, onde o gelo tinha acabado de derreter. O ar frio que tocava na minha face era suave e fresco. Caminhando ao longo do trilho, havia um campo aberto, um pomar de ameixeiras, e uma floresta de bambus no lado norte do lago.

Parque dos Pneus

O Parque dos Pneus é o sonho de qualquer criança tornado realidade. Mais de 3000 pneus (e muita areia) foram utilizados na construção do recreio mais fixe de Tóquio. Veja robôs, dinossauros, e naves espaciais