Museu de Arte Fotográfica de Tóquio

Dois anos de grandes renovações mais tarde, o Museu TOP reabre

Por Jerome Lee   

O Museu Metropolitano de Fotografia de Tóquio foi submetido a dois anos de grandes renovações, e reabriu finalmente as suas portas a 3 de setembro de 2016, com o novo nome de Museu de Arte Fotográfica de Tóquio (Museu TOP).

Com a ênfase de ser um museu de arte em Tóquio dedicando-se à fotografia e à imagem em movimento, o Museu de Arte Fotográfica de Tóquio foi chamado de 'Museu TOP' como alcunha, o que ajuda a uma fácil pronunciação em japonês e Inglês.

Em conjunto com a sua grande reabertura e as celebrações do 20º aniversário do museu, foram planeados eventos durante todo o ano de comemoração do 20º aniversário, que incluem eventos especiais, workshops e exposições que o público - tanto entusiastas da fotografia como amadores - pode participar e experimentar. O Museu TOP é facilmente distinguível ao entrar suas instalações - antes da entrada principal encontram-se enormes murais fotográficos a preto e branco por fotógrafos como Shoji Ueda. No primeiro andar estava o Maison ICHI, um pequeno restaurante/padaria com a sua principal filial em Daikanyama, e o Cinema do Museu TOP, onde serão projetadas estreias e filmes independentes que complementam a visão artística do museu. No segundo e terceiro andares ficam as principais galerias do museu, e a exposição de estreia realizada em conjunto com a grande reabertura do museu foi a cargo de nada mais nada menos que o internacionalmente aclamado fotógrafo japonês Hiroshi Sugimoto, cuja exposição Arquivo Genético Humano Perdido está atualmente em exibição, que decorre de 3 de setembro a 13 de novembro.

Sugimoto explicou o conceito por trás do Arquivo Genético Humano Perdido - uma exploração da "morte da humanidade e da civilização" que é documentada através de três corpos de trabalho: Arquivo Genético Humano Perdido, Teatro Abandonado (uma série de fotografias que documentam teatros abandonados na América), e Mar de Budas (imagens de relíquias de Buda que informam uma sensação de paraíso budista).

Outra exposição realizada ao mesmo tempo que o Arquivo Genético Humano Perdido é a World Press Photo 2016, que decorre de 3 de setembro a 23 de outubro deste ano. Com muitas exposições interessantes a chegar nos próximos meses, parece que o Museu TOP tem um futuro emocionante pela frente.

Este artigo foi útil?

Sugerir uma alteração

0
0
Andre Moreira

Andre Moreira @andre.moreira

Born in the Portuguese countryside in 1990, I've been living in Japan since 2012. After finishing my Computer Engineering University Course in Lisbon, Portugal, I decided to study Japanese in Tokyo, with the purpose of continuing my studies there. After one year of studying of the language, I entered a Japanese Professional College where I finished my study in 2015. I am now working in a videogame Japanese company as Motion Designer. I also write in my blog about Japan. My goal is to introduce Japan to anyone who is interested in the culture, the language, the music, the anime, the food, and so on. And that's what you can find there: everything! Plus, my experience here as a Portuguese expat. You can access through this link: The Rising Sky Blog Should you have some questions on how to come to Japan, what to do, where to study, etc., feel free to contact me!

Original por Jerome Lee

Deixar um comentário