Memorial da Paz, Hiroshima

Tanto para ver e pensar, tão pouco para dizer

Por Andre Moreira   

Há visitas turísticas que não são para nos pôr a sorrir.

Sempre tinha ouvido falar muito deste local, mas nunca me passou pela cabeça que visitá-lo tivesse um peso tão grande.

O memorial da bomba atómica de Hiroshima é de tirar as palavras a qualquer um. E a visita ao museu ainda mais. Ver fotos, objetos e depoimentos daquela época é muito, mas mesmo muito duro. "Mãe, estás a chorar?", perguntava um menino com os seus 5 anos à mãe que olhava os expositores enquanto as lágrimas lhe escorriam pelo rosto. É de deixar qualquer um arrepiado.

O museu é fantástico, e devia ser visita obrigatória para todos os seres humanos uma vez na vida. No entanto, não se admire se chegar ao fim e estiver farto ou se não se estiver a sentir bem. É esse mesmo o objetivo. Mostrar que uma coisa daquelas não é para acontecer novamente. Que nunca o esqueçamos.

Este artigo foi útil?

Sugerir uma alteração

0
0
Andre Moreira

Andre Moreira @andre.moreira

Born in the Portuguese countryside in 1990, I've been living in Japan since 2012. After finishing my Computer Engineering University Course in Lisbon, Portugal, I decided to study Japanese in Tokyo, and pursue my studies there. After one year of studying of the language, I entered a Japanese Professional College where I finished my studies in 2015. I am now working in the videogame industry as a Technical Artist.I love traveling in Japan and have been to a lot of places with my wife! There are still many spots on my list... Where should I go next?