O Mundo Mágico de Harry Potter

Nova área temática abriu no Universal Studios Japan

Por Camille Dufour-Blain   

Se você for como eu, quando ouviu dizer que o Universal Studios Japan ia abrir a área O Mundo Mágico de Harry Potter no seu parque temático em Osaka, não conseguiu parar de pular de alegria, e prometeu que iria visitá-la o mais rápido possível. Coisa que consegui finalmente fazer no passado Halloween.

Eu e a minha amiga optámos pelo passe de 2 dias já que o Mundo de Harry Potter é novo e pensámos que o tempo de espera iria ser muito longo. E tínhamos razão. Recomendo que faça o mesmo (especialmente se também quiser visitar o resto das atrações do USJ) ou que visite daqui a alguns anos quando, quem sabe, esteja mais calmo e não tenha que esperar 3 horas para entrar na atração principal como nos aconteceu a nós (claramente fora de questão para a maioria das pessoas!).

A atração principal, Harry Potter e a Viagem Proibida, situada no castelo e naquele enorme edifício branco (pode vê-lo por trás do castelo na primeira foto), foi a melhor atração da minha vida. É claro que, o Harry Potter significa, para mim, o que a religião significa para o Papa. E sei bem que não sou a única nesta situação, por isso tenho a certeza que muitos de vós se irão divertir imenso nesta atração. Lembre-se que esta atração dá muitas voltas, por isso não coma muito antes de entrar. A minha amiga ficou bastante tonta quando saiu. Mas juro que tirando esse aspeto é perfeita, fiquei mesmo com a sensação de estar no mundo de Harry Potter, a fila única de bancos faz parecer que está sozinho/a na atração e é bastante longa (embora eu quisesse que nunca acabasse) por isso fiquei bastante agradada. Mesmo depois da espera de 3 horas.

A outra atração disponível é O Voo do Hipogrifo, que no fundo á uma montanha russa familiar normal com carros cobertos de palha e com a forma de um Hipogrifo. Para dizer a verdade, a não ser que não consiga viver sem experimentar tudo, provavelmente poderá saltar esta atração se o tempo de espera for superior a 20 minutos. É surpreendentemente rápida, mas apenas dura cerca de 20 segundos e não chega aos calcanhares da Viagem Proibida. Aliás, a cabana de Hagrid e o ninho de Hipogrifo que estavam junto à fila de espera eram mais interessantes que a atração em si.

Outras atrações incluem a Aldeia Hogsmeade onde pode comprar toneladas de artigos, ver adereços engraçados (como bludgers que se mexem, corujas ou posters "wanted" de Sirius) e comer no restaurante As Três Vassouras. Como seria de esperar, é tudo muito caro, mas já que se tratava de uma experiência única na minha vida, decidi pagar ¥1100 por uma normal e aborrecida bebida com gás a que eles chamam Butterbeer pois queria trazer para casa o copo de plástico onde a bebida vinha.

O Mundo Mágico de Harry Potter já existe na Flórida, mas o Lago Preto só existe em Osaka por isso não se esqueça de tirar muitas fotos. Outra característica especial em Osaka é que pode ver corujas vivas a serem passeadas na zona pelos seus tratadores.

Quando chegar ao parque pela manhã, é provável que não consiga entrar na área de Harry Potter, pois primeiro tem de obter um bilhete (grátis) onde está escrita uma certa hora, junto às atrações Tubarões e Parque Jurássico.

Preços: passe de 1 dia: ¥6900 (imposto incluído); passe de 2 dias: ¥11 740 (imposto incluído)

Visite o website para confirmar os horários de funcionamento

Mais informação

Descubra mais sobre Universal Studios Japan (USJ)

Este artigo foi útil?

Sugerir uma alteração

0
0
Andre Moreira

Andre Moreira @andre.moreira

Born in the Portuguese countryside in 1990, I've been living in Japan since 2012. After finishing my Computer Engineering University Course in Lisbon, Portugal, I decided to study Japanese in Tokyo, and pursue my studies there. After one year of studying of the language, I entered a Japanese Professional College where I finished my studies in 2015. I am now working in the videogame industry as a Technical Artist.I love traveling in Japan and have been to a lot of places with my wife! There are still many spots on my list... Where should I go next?

Original por Camille Dufour-Blain

Deixar um comentário