Museu de Arte Seishu Netsuke, Quioto

Um pequeno universo numa residência samurai histórica

Por Hal Jones   

Netsukes são esculturas em miniatura que pode segurar na sua mão, e que se tornaram populares no período Edo quando as pessoas vestiam quimonos no dia-a-dia. Já que os quimonos não têm bolsos, o netsuke foi usado para transportar pequenos itens, tais como medicamentos, tabaco e dinheiro, pendurando-os no cinto do quimono (obi). Era atado um cordão ao objeto que se queria transportar, e o netsuke do outro lado da corda ligava ao obi. Por esta razão, os netsukes são pequenos, mas habilmente trabalhadas obras de arte.

Os temas dos netsukes variam entre motivos sazonais japoneses e pessoas, animais, vegetais e até mesmo criaturas imaginárias. São feitos de marfim, madeira, cerâmica e outros materiais, cada um com o seu próprio estilo.

Desde a era Meiji (1868-1912), quando o Japão foi aberto ao Ocidente, vastas coleções surgiram no estrangeiro. Era visto como o mais popular acessório de moda, pelo qual os fãs mais ávidos pagariam o preço de uma casa só para o ter. Até mesmo Cartier tinha uma coleção de netsukes. Hoje em dia, podem ser encontrados em grandes museus por todo o mundo.

Construído em 1820, o Museu de Arte Seishu de Quioto constitui uma ex-residência samurai na cidade de Quioto. Está localizado no distrito de Mibu, longe dos principais locais turísticos, mas famoso pelos espetáculos anuais de Kyogen.

Este museu costumava abrir apenas algumas vezes por ano. No entanto a partir de 2016 estará aberto todos os dias exceto às segundas-feiras. Quando a segunda-feira é um feriado nacional, é aberto nesse dia e fecha na terça-feira seguinte. Também está fechado nos seguintes feriados sazonais: 13-16 de agosto (festival dos mortos), 30 de dezembro - 4 janeiro (ano novo) e 7 de maio.

Horário de funcionamento: 10:00-17:00 (última entrada às 16:30).

Entrada: Adultos: 1000 ienes, alunos do 3º ciclo / ensino secundário: 500 ienes (por favor note que as crianças até à escola primária não estão autorizados a entrar no museu).

O museu fica a 15 minutos de táxi da estação de Quioto da JR (aproximadamente 1000 ienes). De autocarro são 17 minutos na rota 26, 28 ou 71 a partir da estação de Quioto da JR, seguido de 2 minutos a pé a partir da paragem de autocarro de Mibu Dera-michi.

Clique aqui para mais informações de acesso.

Como chegar

The museum is 15 minutes by taxi from JR Kyoto Station (approximately 1,000 yen). By bus it is 17 minutes on route 26, 28 or 71 from JR Kyoto Station, and then 2 minutes on foot from the Mibudera-michi bus stop.

Este artigo foi útil?

Sugerir uma alteração

0
0
Andre Moreira

Andre Moreira @andre.moreira

Born in the Portuguese countryside in 1990, I've been living in Japan since 2012. After finishing my Computer Engineering University Course in Lisbon, Portugal, I decided to study Japanese in Tokyo, with the purpose of continuing my studies there. After one year of studying of the language, I entered a Japanese Professional College where I finished my study in 2015. I am now working in a videogame Japanese company as Motion Designer. I also write in my blog about Japan. My goal is to introduce Japan to anyone who is interested in the culture, the language, the music, the anime, the food, and so on. And that's what you can find there: everything! Plus, my experience here as a Portuguese expat. You can access through this link: The Rising Sky Blog Should you have some questions on how to come to Japan, what to do, where to study, etc., feel free to contact me!

Original por Hal Jones

Deixar um comentário