Photo: JR East

Depois da Covid: Espaços de Coworking em Tóquio

Excelentes espaços para se dedicar ao seu trabalho em Tóquio

Por Nicholas Lloyd   

Não há nada melhor para se dar conta de que está em Tóquio do que ser apanhado na hora de ponta da manhã, com os comboios das linhas mais movimentadas lotados a 200%. Num mundo pós-Covid, no entanto, esta é uma perspectiva assustadora. Felizmente, as empresas japonesas estão a esforçar-se cada vez mais para para promover opções de teletrabalho para ajudar a combater a pandemia. À medida que as empresas se tentam adaptar ao “novo normal”, o trabalho a partir de casa e o uso de espaços de coworking estão a aumentar.

A pandemia do coronavírus forçou muitas pessoas e empresas privadas a abandonar o modelo tradicional de local de trabalho e a procurar soluções mais eficientes. Trabalhar em casa é óptimo para muitos, mas os espaços de coworking também podem fornecer todas as comodidades de que precisa, uma boa mudança de ambiente e - talvez o mais importante - menos distracções (olá, Starbucks).

Para maior tranquilidade, a maioria dos espaços de coworking estão agora tipicamente a impor medidas de higiene e de distanciamento social, tais como verificações de temperatura corporal, lavagem das mãos e lugares espaçados.

Então, no que toca a Tóquio, qual é o melhor lugar para trabalhar? Explore a nossa lista de espaços de coworking situados na área de Tóquio que oferecem tudo que precisa para se manter focado e produtivo.

Espaços de coworking em Tóquio

Station Work da JR East

Cabines na estação de Shinjuku
Cabines na estação de Shinjuku (Photo: JR East)

Sem dúvida uma das soluções japonesas mais características para teletrabalho nesta lista, as estações de trabalho da JR East estão pensadas para nómadas digitais em constante movimento.

A JR East descreve as suas estações de trabalho como “escritórios partilhados dentro das estações de comboios”. Cubículos privados instalados junto às cancelas de estações populares como: estação de Shinjuku, estação de Tachikawa e estação de Tóquio (junto às saídas de Nihonbashi e de Shinbashi).

Projectados para acomodar uma pessoa, tendo alguns capacidade para duas, estes cubículos privados podem funcionar como um mini oásis para aqueles que precisam de viajar frequentemente para atender clientes e têm necessidade de trabalhar entre as reuniões.

Estas cabines fechadas têm o seu próprio ar-condicionado com controlo de temperatura, mesa equipada com tomadas elétricas, Wi-Fi e um monitor com ligação por cabo HDMI para o seu computador portátil.

Como funciona: Para usar estas cabines, precisa de se registar online com antecedência. O processo é simples, mas exige que insira as informações do seu cartão de pagamento. Depois do registo, pode reservar uma cabine online ou simplesmente entrar numa que esteja vazia no local onde se encontrar. A sua conta online possui um código QR vinculado à mesma, pelo que tudo o que precisa de fazer é fazer scan do código para ter acesso à cabine que escolheu.

Preços: A partir de 162 ienes por 15 minutos, o que torna estas estações de trabalho competitivas em relação a muitos outros espaços de coworking.

As cabines permitem que pague com cartão Suica ou Pasmo, o que é uma opção conveniente já que se encontra na estação de comboios.

Obtenha mais informações no seu site oficial: Station Work da JR East

WeWork

(Photo: Japan Travel)

O WeWork é um espaço de coworking que se concentra na comunidade e no design. Se estiver à procura de um escritório de ar moderno que lhe ofereça oportunidades de conhecer pessoas com interesses semelhantes aos seus, então o WeWork é um óptimo lugar para começar.

A WeWork abriu em 2010 e tem cerca de 25 escritórios em Tóquio à sua escolha, em áreas como Shibuya, Shinjuku, Ikebukuro, Omotesando, Ginza e muito mais.

O que faz a WeWork destacar-se neste ramo é o foco na realização de eventos e conferências com a comunidade, numa tentativa de reunir as pessoas e ajudá-las a promover relações para alcançarem os seus objectivos profissionais.

Para quem procura um escritório longe de casa, a WeWork oferece 3 opções principais à sua escolha.

  • Hot Desk: Um espaço de trabalho por encomenda que dá acesso a qualquer lugar livre nas suas áreas de coworking.
  • Dedicated Desk: Um espaço privado com secretárias exclusivamente para si e para a sua empresa.
  • Labs Desk: Destinado a empresas que procuram um espaço partilhado onde possam conhecer a comunidade e trocar conhecimentos.

Tudo isto dá-lhe acesso a uma ampla gama de comodidades da WeWork, como acesso 24 horas por dia e 7 dias por semana ao edifício, Wi-Fi de alta velocidade, salas para conferências, cabines telefónicas privadas, serviço de impressão, correios e encomendas, uma equipa de suporte no local e muito mais.

Como funciona: Pode aceder ao leque de espaços de coworking da WeWork inscrevendo-se no seu site e escolhendo o escritório onde se deseja registar.

Preços: A partir de cerca de 50 000 ienes por mês, dependendo do local e espaço de trabalho que pretender. A WeWork é uma óptima opção para quem sente falta da interacção social com os colegas num trabalho de escritório tradicional.

Obtenha mais informações no seu site oficial: WeWork

O concorrente local da WeWork, a NewWork da Tokyu, também gere espaços de coworking em Tóquio, mas de momento está direccionado a empresas com mais de 100 pessoas - mencionado aqui apenas para referência. Caso seja CEO ou caso esteja apenas curioso, visite o site da NewWork para mais informações.

BizComfort

BizComfort Minami-Machida
BizComfort Minami-Machida (Photo: BizComfort)

A BizComfort gere um vasto leque de espaços de coworking a preços acessíveis em todo o Japão, com mais de 30 escritórios situados em Tóquio. Conte com uma variedade de escritórios à escolha, bem como Wi-Fi rápido e bebidas gratuitas.

Como funciona: Se se inscrever com antecedência no site da BizComfort (apenas em japonês), pode pagar antecipadamente por uma variedade de planos disponíveis. Para utilizadores pouco frequentes, muitos locais também permitem utilização imediata - pode registar-se e ganhar acesso em segundos, e se for a sua primeira vez, receberá um tour pelo escritório.

Preços: Estão disponíveis vários planos, começando com o Plano Light a 2000 ienes. Muitos locais também têm uma taxa de utilização imediata de 300 ienes por hora, com um máximo de 1000 ienes para utilização por um dia inteiro.

Yahoo Lodge

Depois da Covid: Espaços de Coworking em Tóquio
Depois da Covid: Espaços de Coworking em Tóquio (Photo: keyaki / CC BY-SA 2.0)

Um dos maiores espaços de coworking desta lista, com capacidade para 250 pessoas. A entrada é totalmente gratuita e o Yahoo Lodge fica em Nagatacho, Tóquio. O Yahoo Lodge é um óptimo lugar para quem procura um espaço de trabalho que não seja a sua casa ou um café, sem ter que se comprometer com assinaturas com mensalidades.

A vista do prédio da Yahoo também é um regalo para os que quiserem apreciar o panorama da cidade de Tóquio entre e-mails a partir do seu lugar junto à janela. O Yahoo Lodge está equipado para receber equipas e indivíduos com a sua selecção de lugares de janela, cadeiras de balanço, lugares em pé e redes para se deitar - sim, redes!

Existem também espaços isolados para aqueles que pretenderem concentrar-se no seu trabalho sem distracções. No entanto, devido ao design de escritório aberto, é difícil ter silêncio absoluto, estando o ruído ambiente sempre presente, mas se trouxer um par de fones, não haverá grande problema. O espaço de coworking vem equipado com comodidades como: Wi-Fi grátis, tomadas eléctricas e extensões, monitores de PC, quadros brancos, cozinha e café.

Como funciona: O acesso ao Yahoo Lodge é totalmente gratuito, mas é necessário apresentar um documento de identificação oficial e preencher um pequeno formulário de inscrição antes de poder entrar. O horário de funcionamento é de segunda a domingo das 9:00 às 21:00, e o horário de funcionamento nos feriados é anunciado no seu site oficial.

Preços: A entrada e utilização do espaço de coworking são totalmente gratuitas. Se quiser utilizar o café, note que eles só aceitam cartões IC como forma de pagamento, por isso lembre-se de carregar o seu antes de chegar.

Obtenha mais informações no seu site oficial: Yahoo Lodge

Hapon Shinjuku

Depois da Covid: Espaços de Coworking em Tóquio
Depois da Covid: Espaços de Coworking em Tóquio (Photo: Hapon Shinjuku)

O Hapon Shinjuku é um espaço de coworking que procura tornar tudo o mais simples possível para nómadas digitais em busca de um local para trabalhar. Situada junto à estação de Shinjuku, a Hapon introduziu a sua opção de bilhete “Traveler” para quem procura uma experiência de coworking sem complicações.

Sem necessidade de papelada ou de um compromisso de longo prazo, a iniciativa de bilhetes "Traveler" da Hapon dá às pessoas a opção de comprar bilhetes para acesso no próprio dia ao seu espaço de coworking. Pode escolher entre grupos de bilhetes para 5 ou 10 dias, o que lhe dá a possibilidade de aparecer e trabalhar nos dias que lhe derem mais jeito.

O Hapon Shinjuku tem funcionários que falam inglês, por isso não se preocupe se não souber falar japonês. As instalações estão equipadas com Wi-Fi de alta velocidade, espaços para conferências, salas de reuniões, mesas comuns para trabalho em colaboração e mesas individuais para um trabalho com mais concentração.

Como funciona: Não precisa de papelada, taxas de inscrição, cartão de crédito ou qualquer tipo de compromisso. Basta comprar ou entregar um bilhete e começar a trabalhar. Os bilhetes não têm data de validade e podem ser usados ​​por qualquer pessoa, o que significa que não precisa de se preocupar com a data do seu uso e pode sempre trazer um amigo consigo se assim o desejar.

Preços: A partir de 8000 ienes para 5 bilhetes e 14 000 ienes para 10 bilhetes. O horário de funcionamento é entre as 10:00 e as 19:00 durante a semana, e entre as 11:00 e as 18:00 aos sábados.

Obtenha mais informações no seu site oficial: Hapon Shinjuku

Ginza Hub

Potencialmente o espaço de coworking mais internacionalmente amigável desta lista, o Ginza Hub oferece a indivíduos estrangeiros com mentalidade empreendedora um lugar para arrancarem com o seu negócio.

O Ginza Hub oferece-lhe não apenas um local para trabalhar no seu negócio, como também pode colocá-lo em contacto directo com serviços e especialistas que podem ajudar o seu negócio a crescer através da sua iniciativa "Contrate um Especialista". A iniciativa é composta principalmente por indivíduos internacionais especializados em fazer negócio no Japão, como consultores de negócios, fotógrafos, videógrafos, contabilistas e advogados.

O Ginza Hub pertence a Robert Millar, um empresário australiano que criou o espaço de coworking após trabalhar no Japão durante 27 anos, 18 dos quais como consultor de negócios. Situa-se a poucos minutos a pé das estações de Higashi Ginza, Tsukiji Shijo e Shinbashi no centro de Tóquio.

Como funciona: O espaço de coworking oferece aos "visitantes" a capacidade de simplesmente entrar e usar qualquer mesa ou escrivaninha disponível juntamente com comodidades como Wi-Fi de alta velocidade, tomadas eléctricas para carregar dispositivos e café, chá e aperitivos gratuitos. O Ginza Hub está aberto a visitantes das 11:00 às 18:00 durante a semana, mas os que se tornarem membros ganham acesso ao espaço de coworking durante 24 horas por dia, 7 dias por semana, juntamente com vantagens adicionais como o uso da sala de conferências/eventos, endereço postal opcional e caixa de correio privada.

Preços: O Ginza Hub disponibiliza um simples pagamento por hora ou um passe diário para aqueles que desejarem usar o acesso como "visitante" ao espaço de trabalho. Por 700 ienes por hora ou 3000 ienes por dia, um "visitante" ganha acesso ao espaço de coworking sem a necessidade de qualquer contrato ou depósito.

Por 25 000 ienes por mês, pode obter acesso durante 24 horas por dia, um endereço postal em Ginza, espaço para reuniões e eventos e outros benefícios.

Obtenha mais informações no seu site oficial: Ginza Hub

Base Point

Para aqueles que procuram algo um pouco mais fora do comum, o espaço de coworking Base Point oferece um local de trabalho relativamente discreto na movimentada área de Shinjuku.

Aproximadamente a 10 minutos a pé da saída oeste da estação de Shinjuku, o Base Point pode ser melhor descrito como um "café para trabalhar". O espaço de coworking permite-lhe pagar por hora pelo uso da área partilhada ou da sala privada e dá-lhe acesso a bebidas gratuitas e bom Wi-Fi. O Base Point oferece refeições simples mas boas para quem quiser comer alguma coisa enquanto trabalha, evitando que se afaste muito dos seus afazeres. Se gosta da sensação de trabalhar num café, mas quer evitar o barulho que vem por acréscimo principalmente por parte de não-trabalhadores, então o Base Point poderá ser o lugar ideal para si.

Como funciona: Para aqueles que conhecem Manga Cafés, o sistema de pagamento parecerá quase igual e é de facto bastante simples. Ao chegar ao Base Point, receberá um recibo que regista a sua hora de chegada, e quando terminar o trabalho, basta entregar o recibo ao responsável da caixa para pagar a conta.

Preços: Quanto mais tempo trabalhar, maior será o desconto na sua conta final, mas, em média, deverá pagar 60 ienes por cada 10 minutos após a primeira hora. Por exemplo: 1 hora: 480 ienes; 3 horas: 1000 ienes; 5 horas: 1500 ienes; 1 dia: 1890 ienes

Obtenha mais informações no seu site oficial: BasePoint

iiOffice

O iiOffice é um espaço de coworking desenhado para aqueles que procuram evitar zonas frequentemente sobrelotadas, como Shibuya e Shinjuku.

O iiOffice foi inaugurado em Ueno, Tóquio, a 8 de setembro de 2014 e está localizado a poucos minutos da estação de Ueno da JR. Este espaço de coworking de aparência moderna tem preços razoáveis ​​e uma selecção de restaurantes locais próximos à sua escolha - óptimo para uma reunião com um cliente ou caso apenas precise de uma boa refeição.

O iiOffice possui um espaço aberto de uns surpreendentes 200 metros quadrados, disponível tanto para membros como para não-membros. Se procura um local que lhe dê um pouco de privacidade para se concentrar no seu trabalho, este espaço disponibiliza 27 salas privadas e cabines que se encontram disponíveis para alugar.

O espaço aberto de coworking encontra-se dividido em duas partes: uma área aberta com decoração em madeira equipada com cabines e mesas para quatro pessoas, e uma área mais tradicional tipo escritório ao fundo - um espaço para quem procura um ambiente sem barulho nem distracções.

Durante a sua estadia, terá acesso a uma cozinha totalmente equipada com café e chá gratuitos, podendo também comprar outras bebidas e aperitivos.

Como funciona: O iiOffice tenta manter as coisas simples. Trabalhadores remotos que queiram entrar imediatamente podem fazê-lo simplesmente indo até à recepção e pagando pelo tempo que planeiam usar o espaço - fácil. Também se pode inscrever e tornar-se membro através do seu site, onde terá acesso a planos mensais.

O horário de funcionamento é entre as 10:00 e as 22:00 de segunda a sexta, e entre as 10:00 e as 20:00 aos sábados e domingos.

Preços: Para os interessados ​​nas opções de espaço aberto, o iiOffice tem uma taxa de 500 ienes para as primeiras 2 horas ou 2000 ienes para um dia inteiro. As assinaturas são a partir de 8000 ienes por mês, dependendo das suas necessidades e horário de trabalho - o preço é favorável para os que estiverem à procura de um lugar para trabalhar à noite.

Obtenha mais informações no seu site oficial: iiOffice

Spaces, Tokyo

Depois da Covid: Espaços de Coworking em Tóquio
Depois da Covid: Espaços de Coworking em Tóquio (Photo: Spaces Tokyo)

A Spaces é uma marca de coworking gerida pela Regus-parent IWG, com duas filiais actualmente localizadas em Shinagawa e Otemachi. O escritório de Shinagawa situa-se num dos centros de negócios mais prósperos do mundo e está convenientemente a apenas alguns minutos a pé da saída Konan da estação de Shinagawa.

Otemachi é um local importante para instituições financeiras, bancos, empresas de comércio e media associados ao governo, tornando o escritório de coworking da Spaces de Otemachi excelente para quem procura estar no centro económico de Tóquio.

O Spaces Otemachi está localizado no rés-do-chão de um grande edifício no bairro de Otemachi, com uma área de 10 000 metros quadrados. O Spaces Otemachi oferece não só um espaço de coworking, como também um espaço para eventos, salas de reuniões e um café com barista para quem aprecia um bom café enquanto trabalha ou para quem pretende expandir a sua rede com os que estão à sua volta.

O Spaces é um espaço de coworking apenas para membros que oferece aos seus utilizadores 3 opções diferentes, dependendo das suas necessidades de trabalho.

  • Coworking Membership: Acesso às instalações da Spaces e utilização de quaisquer espaços de trabalho disponíveis.
  • Dedicated Desk: Oferece-lhe a sua própria mesa pessoal, a partir da qual pode trabalhar todos os dias.
  • Office Space: Um escritório dedicado para si ou para a sua equipa trabalharem.

Como funciona: Pode tornar-se membro através do site oficial da Spaces. O site está em inglês, portanto, se não falar japonês, não deve ter problemas com o processo de inscrição.

Para os que gostam de experimentar antes de comprar, a Spaces oferece a oportunidade de conhecer o espaço de coworking antes de comprar o que quer que seja.

Preços: A assinatura é a partir de 44 300 ienes por mês e os preços para aqueles que pretendem ter o seu próprio escritório particular são a partir de 109 500 ienes por mês. A Spaces oferece um período de teste gratuito para potenciais membros antes de efectuarem qualquer pagamento mensal, preenchendo um formulário de contacto no seu site.

Obtenha mais informações no seu site oficial: Spaces, Tóquio

Este artigo foi útil?

Sugerir uma alteração

0
0
Andre Moreira

Andre Moreira @andre.moreira

Born in the Portuguese countryside in 1990, I've been living in Japan since 2012. After finishing my Computer Engineering University Course in Lisbon, Portugal, I decided to study Japanese in Tokyo, and pursue my studies there. After one year of studying of the language, I entered a Japanese Professional College where I finished my studies in 2015. I am now working in the videogame industry as a Technical Artist.I love traveling in Japan and have been to a lot of places with my wife! There are still many spots on my list... Where should I go next?

Original por Nicholas Lloyd

Deixar um comentário