Vendo Combates de Sumo

Uma exibição de sumo em Tóquio

Por Reynald Ventura   

A Associação de Sumo do Japão (日本相撲協会, Nihon Sumō Kyōkai) realizou o seu último evento do Circuito de Verão 2016, no domingo, 28 de agosto no átrio da Torre da JP Kitte em Marunouchi, Tóquio. Apelidado de ‘Hakkeyoi Kitte’, o último dia do circuito com a duração de um mês encheu as galerias do centro comercial até às vigas.

Os lutadores de sumo eram enormes! Isto vi eu pela primeira vez com os meus próprios olhos. Mesmo à distância, da galeria do quarto andar, ver estes homens despidos a agarrar, puxar e empurrar, levantar, lançar, dar bofetadas, desequilibrar os adversários… Os homens do mawashi-clad eram enormes, tanto em tamanho como em força.

Sempre quis ver um combate ou uma exibição de sumo ao vivo. Sigo a arte marcial (e desporto) na televisão mas nunca tinha visto os lutadores em carne e osso - até àquele dia.

Tendo sido publicitado como espetáculo gratuito, decidi ir ao evento. Vi finalmente o Yokozuna (grande campeão) Hakuhō Shō (白鵬 翔). Empoleirado na galeria mais alta como um falcão tombi, observei-o e tentei filmar cada um dos seus movimentos. Assim que ele entrou no círculo sagrado para realizar o tsuna-shime (colocação do cinto cerimonial tsuna, de quatro metros e feito de cânhamo) assistido por cinco rikishi, a multidão silenciou-se. Todos os olhos estavam nos homens no dohyo.

Outras cerimónias apresentados foram Dohyo-iri (cerimónia de entrada no ringue) e Yumitori-shiki (cerimónia de girar o arco). Foram 19 combates, cada qual exibindo uma waza (técnica) em particular.

Foi um evento muito educativo para um principiante como eu. Uma vez que era uma exibição, a tensão e a excitação de um combate a sério estiveram ausentes. Assim, em relação ao Grande Torneio de Sumo de setembro 2016, que teria lugar no domingo, 11 de setembro no Ryogoku Kokugikan (estádio de sumo) em Tóquio, prometi oferecer-me um dia de sumo.

Este artigo foi útil?

Sugerir uma alteração

0
0
Alexandre Carvalho

Alexandre Carvalho @alexandre.carvalho

A student of Japanese culture (still) living in Portugal.

Original por Reynald Ventura

Deixar um comentário