O Museu Mitsubishi no "Porto do Futuro", em Yokohama

Tenha a experiência da vanguarda tecnológica e industrial!

Por Harumi Inouye   29/09/2018

Quando visita a área portuária de Yokohama - o "Porto do Futuro" - onde vai exactamente? Claro que pode desfrutar das vistas panorâmicas ou ir às compras no shopping (são afinal as coisas que mais se recomenda fazer neste sítio conhecido como "minato mirai"). Mas, e se estiver com crianças? Os miúdos podem ficar aborrecidos por só estarem a ver as vistas ou a serem arrastados para as compras. Por isso mesmo vou indicar-lhe um lugar que ainda é um segredo bem guardado, um sítio que os mais pequenos vão adorar, e você também!

Apesar de eu adorar Yokohama e Minatomirai, foi apenas recentemente que decidi visitar pela primeira vez o Museu Industrial da Mitsubishi, e isto mesmo depois de já ter vindo a este parque inúmeras vezes. Mas dei por mim a sentir que este Museu é o tipo de sítio onde me vejo a voltar uma e outra vez! É realmente bom!

A gestão do Museu é feita pelo ramo de Indústrias Pesadas da Mitsubishi, e fica localizado mesmo ao lado do edifício Mitsubishi Juko Yokohama, junto à Landmark Tower e a uma distância de 3 minutos a pé da estação de Minatomirai, ou a 8 minutos a pé da estação de Sakuragicho na linha Negishi ou linha municipal de metro.

O Museu consiste em dois andares e não é assim muito grande, por isso podemos dar a volta a tudo. Como eu levei um cupão de desconto que tirei da internet só paguei 200 ienes por um bilhete de adulto, e entrei eu e o meu filho. As crianças em idade de escola primária (Nota do Tradutor: no Japão a idade da escola primária é até aos 12 anos) entram de graça, embora o valor da experiência para estas crianças seja bem mais valioso do que um adulto paga!

O Museu tem 6 zonas diferentes, divididas em temas: 1 - Ambiente/Energia; 2 - Conquistas Tecnológicas; 3 - Aeroespacial; 4 - Oceano; 5 - Descobertas da Vida Quotidiana; 6 - Transporte.

É bom começar por estas zonas, mas recomendo vivamente que vá ao segundo andar fazer reserva para algumas das experiências, como por exemplo o design de navios e aviões em programas de computador, a construção de locomotivas a vapor, ou até conceber novos veículos e conduzir helicópteros por via de um ecrã gigante de computador-simulador. Estas atracções são muito estimulantes, super populares, e esgotam rapidamente. Por isso não deixe de ir ao piso de cima reservar lugar assim que chega. Talvez não tenha tempo para todas, como foi o meu caso. Mas pelo menos experimentei o design 3D CAD de um submarino. No mesmo computador 6 participantes competem para ver quem faz o melhor submarino (design e montagem). Se conseguir completar o submarino depois pode competir na direcção e orientação do mesmo ao longo de um percurso. O posicionamento é indicado no ecrã e por isso pode sempre ver em que lugar é que está. O meu filho e eu ficámos no terceiro lugar de seis. Prometo-lhe, vai ficar mais entusiasmado com a experiência do que o seu filho!

Depois passeámos calmamente no resto do Museu e vimos que também havia simuladores de condução e de aviação. Há vários cantinhos com experiências para tocar e aprender brincando. Não é só pura diversão, também é bom para a educação, pois constrói conhecimento sobre a tecnologia mais vanguardista. Apenas lamento não ter tido tempo de ver tudo minuciosamente. Mas, já que o lugar é muito conveniente e o bilhete muito barato, qualquer pessoa pode voltar sempre que quiser e assim experimentar as outras coisas.

Was this article helpful?

Reportar erros

0
0
Ines Matos

Ines Matos @ines.matos

Portuguese free spirit with an acute passion towards Japan. Long time japanese language terrible student. Part-time photographer with incredible luck in finding people willing to exhibit my Japan-themed pictures. Owner of a piece of paper that states I'm an art-historian, post-graduate on namban-art and Portugal-Japan heritage and some other aparently boring stuff. But I do like art and culture... it alows me to know people and places deeply and experience the limits of perception and belief. My proudest achievement is the non-profitable project I've created and have run for some years, connecting Portugal and Japan with news, activities aiming students and teachers, workshops, conferences, etc.  Non-fictional books about Japan: "Um longo Verão no Japão" (A long Summer in Japan), "Geminação Cascais - Atami: história de uma amizade" (Twin cities Cascais and Atami: the story of a friendship), "Património de Cristianismo no Japão" (Intangible Cultural Heritage of Christianity in Japan), all of them in portuguese, two of them are a collection of essays atached to photography exhibitions. E-book free on www.clubotaku.com: "Japão: guia de sobrevivência" (Survivor Guide to Japan), also in portuguese. Several lectures and papers in english can be provided upon request. For video-conferences/on-line learning watch my youtube channel. These are the videos in english: 1- The velvet cape; 2 - Boats and bodies; 3 - Need a flag; 4 - southern point of view; 5 - Tales from within and beyond: the case of the Tanegashima gun - part I and II. https://www.youtube.com/channel/UCRQr5YwNF-VXhr6Gkycl-1A/videos?view_as=public soft spot in Japan: Kyushu and around...

Original by Harumi Inouye

Deixar um comentário