Santuário de Takuhi

Um antigo e admirável santuário escondido na montanha Takuhi

Por Rory Jackson   

Na montanha mais alta de Nishinoshima, o Monte Takuhi, fica o santuário mais antigo da ilha, o Takuhi-Jinja. É uma caminhada de 15 minutos pela montanha através da floresta húmida. Pelo caminho verá alguns trilhos secundários, um dos quais leva ao cume da montanha, e a outros santuários mais pequenos. Se estiver ansioso por uma caminhada, este é um ótimo lugar em Nishinoshima, depois da caminhada no litoral de Kuniga. Esta é a mais fácil e mais curta das duas caminhadas, embora não tenha a brisa do oceano e vistas épicas. Em vez disso, será recebido com a exuberante e única floresta de Oki, uma área natural preservada de Shimane.

O edifício do Honden do santuário (santuário de deus) foi construído na rocha da montanha, e de acordo com a lenda, a caverna apareceu do fogo de um dos deuses. É dedicado ao deus que protege os marinheiros e usado como farol para navios que viajam para Oki. Também costumava ser um santuário combinado com um templo, mas durante o período Meiji, quando os templos foram banidos, o templo e santuário de Takuhi foi convertido apenas num santuário. Com mais de mil anos, é um santuário bastante admirável com uma história respeitada.

Para chegar ao santuário de Takuhi, vire à esquerda (em frente ao resort Roza Ju) no caminho para Hashi, suba e vire à direita para leste. Siga 2 km por desta estrada e chegará ao ponto de partida da caminhada - está assinalada (incluindo uma placa de informação colorida) e aponta para cima, à esquerda da estrada. Se entrar em contato com a agência de turismo Nishinoshima (TEL 08514-7-8888), eles podem ajudá-lo a encontrar-se com o cuidador do santuário no início do trilho. Vai precisar de conduzir até ao início do trilho (a 20 minutos de Beppu), embora possa andar de bicicleta (idealmente eletricamente assistida) se estiver com genica.

O cuidador é um senhor calmo e simpático com histórias para contar e muito conhecimento sobre a área e a história do santuário. O seu inglês é razoável, pois pratica com muitos turistas estrangeiros. Quando eu visitei, nós passámos algum tempo a conversar e a beber chá, apreciando a vista para o oceano através da floresta e da névoa. Ao longo da caminhada há alguns pontos cénicos, observados através de pequenos intervalos nos escudos de verde vivo. Os miradouros oferecem vista de barcos distantes navegando no horizonte ao longo da névoa que flui em direção aos vales, ocasionalmente obscurecendo o mundo numa neblina branca.

A caminhada até o santuário é realmente muito agradável, e o santuário é uma obra curiosa e histórica. Poder conversar com o cuidador tornou a experiência realmente única e agradável, e eu definitivamente recomendo tentar passar algum tempo com ele caso visite o santuário. Se quiser passar mais tempo na montanha, faça a curta caminhada até ao cume (a 452 ​​metros de altura) depois de visitar o santuário.

Este artigo foi útil?

Sugerir uma alteração

0
0
Andre Moreira

Andre Moreira @andre.moreira

Born in the Portuguese countryside in 1990, I've been living in Japan since 2012. After finishing my Computer Engineering University Course in Lisbon, Portugal, I decided to study Japanese in Tokyo, with the purpose of continuing my studies there. After one year of studying of the language, I entered a Japanese Professional College where I finished my study in 2015. I am now working in a videogame Japanese company as Motion Designer. I also write in my blog about Japan. My goal is to introduce Japan to anyone who is interested in the culture, the language, the music, the anime, the food, and so on. And that's what you can find there: everything! Plus, my experience here as a Portuguese expat. You can access through this link: The Rising Sky Blog Should you have some questions on how to come to Japan, what to do, where to study, etc., feel free to contact me!

Original por Rory Jackson

Deixar um comentário