Amanohashidate View Land

Brisa fresca do mar e divertimento para toda a família

Por Bonson Lam   

Amanohashidate é conhecida como uma das três paisagens mais cénicas de todo o Japão, sendo as outras Matsushima na prefeitura de Miyagi e Miyajima na prefeitura de Hiroshima. Ao olhar a baía do topo da colina, vê-se a costa repleta de belos pinheiros, que se estendem por mais de 3 km. Diz a tradição que nos devemos inclinar e olhar a paisagem por entre as pernas. Amanohashidate significa "ponte para o paraíso", e o estreito caminho de areia entre o oceano e a baía parece-se muito com uma ponte. Só posso imaginar o quão linda deve ser a estação para apreciar a lua em setembro quando a lua reflete na água.

Caso não se queira inclinar para ver a paisagem, tem sempre a Amanohashidate View Land, onde pode ter a mesma experiência, mas a partir do topo de uma montanha, onde até existem binóculos invertidos na vertical para lhe dar a mesma perspetiva. Por 850 ienes pode andar de teleférico, funicular ou monorail, dependendo do estado do tempo e do nível de adrenalina e ar fresco que desejar enquanto aprecia a paisagem. É fantástico apreciar o panorama num dia de bom tempo, ou se tiver muitas crianças para entreter. Há atividades mais do que suficiente para alegrar os miúdos, muito conjugadas com a paisagem, por isso se gosta de natureza, este é um bom local para visitar.

Desde flores selvagens no verão à calma paisagem de neve no inverno, este local é belo em qualquer estação. Ainda que a visibilidade esteja reduzida em tempo chuvoso, continua a poder desfrutar da volta de sete minutos no monorail coberto, e vaguear pela maioria das atrações interiores com poucas ou nenhumas filas, tais como tiro com arco ou o restaurante no observatório. Este serve especialidades locais como arroz de marisco, ou arroz de caranguejo, a partir de um preço muito amigável para famílias de 750 ienes.

Num dia de bom tempo, pode optar por uma montanha russa suspensa, uma volta num calmo comboio a vapor, minigolfe, go-karts, carros elétricos de pista, uma roda gigante com vista para lá da baía para Ine-cho, e a minha favorita, o carro de ciclo, que é como uma montanha russa em que pode controlar a sua velocidade. Faz-me lembrar o Parque de Diversões do Jamberoo, onde é você que controla a ação. A maior parte das atrações custam entre 300 e 500 ienes por pessoa, e ao passo que os go-karts só são permitidos a maiores de 6 anos, e a montanha russa a maiores de 7 anos, existem muitas atrações para crianças. O parque em si é bastante pequeno, o que é bom por duas razões. Primeira, é fácil encontrar os seus filhos caso se percam. Segunda, se quiser visitar outros locais na região, provavelmente conseguirá fazê-lo no mesmo dia.

A entrada do parque de diversões é junto à estação de Amanohashidate. Vindo de Quioto através da linha principal Sanin da JR, demora cerca de duas horas se for de expresso. Demora aproximadamente o mesmo tempo caso venha de Osaka. De carro, poderá aqui chegar vindo de Quioto em aproximadamente uma hora e meia.

Quando estiver despachado, guarde o seu bilhete de entrada pois poderá receber descontos numa variedade de restaurantes e outras atrações. Depois de um grande dia fora, a sua mente pode voltar-se para o abundante marisco que aqui existe, incluindo o caranguejo da neve, ou caranguejo Matsuba. Se visitar ao fim do dia, poderá ver os barcos de pesca a regressarem com o caranguejo Taiza, que tem um sabor rico e uma textura tenra.

Este artigo foi útil?

Sugerir uma alteração

0
0
Andre Moreira

Andre Moreira @andre.moreira

Born in the Portuguese countryside in 1990, I've been living in Japan since 2012. After finishing my Computer Engineering University Course in Lisbon, Portugal, I decided to study Japanese in Tokyo, and pursue my studies there. After one year of studying of the language, I entered a Japanese Professional College where I finished my studies in 2015. I am now working in the videogame industry as a Technical Artist.I love traveling in Japan and have been to a lot of places with my wife! There are still many spots on my list... Where should I go next?

Original por Bonson Lam

Deixar um comentário