Mudança do Mercado de Peixe de Tsukiji Adiada

Decisão de adiamento pode afetar os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020

 Por Natasha Dea    06/10/2016

A nova governante de Tóquio, Yuriko Koike, decidiu adiar a mudança do Mercado de Peixe de Tsukiji para Toyosu para dar tempo para os resultados dos testes finais às águas subterrâneas serem lançados no início do próximo ano.

O mundialmente famoso mercado de peixe estava originalmente programado para fechar a 2 de novembro de 2016 - mudando-se para Toyosu com reabertura a 7 de novembro -, mas as preocupações sobre a contaminação do solo contribuíram para adiar qualquer potencial mudança para, no mínimo, fevereiro do próximo ano.

Koike, que assumiu o cargo de governante da cidade desde 1 de agosto, prometeu que iria rever o projeto de mudança durante a sua campanha. Com o adiamento, fica claro que Koike é quem melhor defende os interesses dos próprios comerciantes de peixe de Tsukiji, muitos dos quais têm manifestado preocupação com as novas instalações, a ruptura da época de pico do mercado e questões por resolver sobre a contaminação do solo no novo local.

O Mercado de Peixe de Tsukiji foi fundado em 1935, e em 2001 o governo anunciou planos de mudar este mercado de 81 anos para a área de Toyosu, alegando que as instalações envelhecidas se estariam a tornar perigosas.

O novo anúncio é, naturalmente, uma grande notícia para os turistas que ainda desejam fazer uma visita ao local original histórico, muito conhecido pelos seus famosos leilões de atum cedo pela manhã, mas também é amplamente visto como um símbolo cultural de Tóquio.

No entanto, uma possível consequência será um eventual atraso no início de um novo projeto de construção de uma autoestrada - Kanko Nigosen (Loop nº 2) - visto como um elo crucial para a zona da Baía de Tóquio, necessária para os Jogos Olímpicos de 2020.

Escrito por Natasha Dea
Parceiro da JapanTravel
Traduzido por Andre Moreira

Junte-se à discussão